Início > Análises > [Livro] A Mão Esquerda da Escuridão

[Livro] A Mão Esquerda da Escuridão

Mão Esquerda da EscuridãoTítulo: A Mão Esquerda da Escuridão (The Left Hand of Darkness)
Autora: Ursula Kroeber Le Guin
Editora: Aleph

Mais um livro da Aleph. Mais um de ficção científica. Mais um escrito por uma mulher? Talvez seja esta a primeira coisa que chame atenção neste livro (além da belíssima capa). Mulheres não são tão comuns assim nesse ramo da ficção, mas elas existem, e são boas nisso.

O livro começa com uma introdução da autora, que discorre sobre a atividade de escrever ficção e a relação dela com a realidade (Não queria falar isso aqui, mas pra mim ela fez em 4 páginas mais do que P.K.D. fez em um livro inteiro…).

O livro conta a história de Genly Ai, membro de uma união de planetas chamada Ekumen, que é enviado a um planeta chamado Gethen, também conhecido por seus primeiros exploradores como Inverno. E não é por acaso, pois ele está passando por sua era glacial, sendo que até mesmo em suas regiões mais quentes a neve é algo comum. Este enviado solitário tem a missão de convencer o planeta a participar do Ekumen.

Mas talvez o maior destaque não seja o planeta, e sim seu povo. São como os humanos, mas não possuem sexo (o gênero, não o ato). São seres humanos andróginos sem nenhum sexo definido, mas que em determinadas ocasiões entram em uma espécie de “cio” chamado kemmer, no qual assumem um sexo. Todos são iguais neste aspecto, todos são os dois sexos ao mesmo tempo, e nenhum deles a maior parte do tempo. Só isto já seria uma baita diferença a ser explorada na ficção. Acho que a primeira delas é a ausência de guerras no planeta. Existe ódio, assassinatos e tudo mais, mas não na forma coletiva que uma guerra exige. Será que a falta da permanente tensão sexual e a disputa pelos reprodutores tem alguma relação? Ou será apenas reflexo do clima letárgico do planeta?

O livro é extremamente profundo e abrangente em sua criação. O mundo é muito bem detalhado, seus povos possuem toda uma cultura única e características singulares, e apesar de todas as pessoas serem “do mesmo sexo”, são todos diferentes. Mas em especial, o enviado é diferente; mais alto e mais escuro, e claro, está permanentemente no kemmer, uma condição que lhe rende o apelido de “Pervertido”.

Para o enredo clássico de uma ficção científica, A Mão Esquerda não é sobre tecnologia ou o futuro propriamente dito. O nível tecnológico de Gethen parece o nível tecnológico da terra nos primeiros anos do século passado, um pouco mais ou um pouco menos dependendo do aspecto. Ele é uma ficção social, um livro sobre Polarização e Dicotomia. Politicamente o livro apresenta duas nações que disputavam um pedaço de terra, alegoria da polarização política da guerra fria. A religião também é muito interessante, dividida entre a religião messiânica Yomesh e a ritualística Handdarata, focada nas técnicas de meditação e venefício; que lembram versões dos principais conceitos religiosos do ocidente e oriente. Até as pessoas participam desse estudo da polarização, mas de uma forma diferente da nossa polarização: cada uma tem que carregar este aspecto dentro de si mesma.

Apenas como uma última observação, um comentário que pode parecer machista, mas enquanto lia o livro achei interessante a sensação clara de estava lendo um livro escrito por uma mulher. Apenas uma observação. Talvez fruto da vida neste mundo pervertido em que vivemos?

A mão direita da luz é a mão esquerda da escuridão.

  1. Quisso
    21/01/2011 às 2:37 pm

    Bom post.

    Interessante que também noto diferença entre autores homens e mulheres. Não digo com relação a traduções, mas às vezes é evidente em textos na língua de origem essa diferença. Vai ver é só sinergismo ou coisa assim.

  2. 21/01/2011 às 4:38 pm

    É engraçado como as autoras mulheres criticam a sexualidade da sociedade em que vivemos com freqüência muito maior do que os homens. Os efeitos de uma sociedade machista de milênios certamente não seriam apagados com algumas décadas de sufrágio.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: