Início > Vazios > Matróides

Matróides

Já que estamos aqui, um pouco de blábláblá sobre as eleições…

Não estou aqui pra defender nenhum candidato, aliás, não defenderia nenhum mesmo. Nesta eleição irei votar simplesmente naquele que considero “dos males, o menor”. Me recuso a votar nulo para presidente, pra quando o este futuro presidente começar a fazer porcarias eu não fique tentado a usar a desculpa de que eu não votei nele, não tenho nada a ver com isso.

Uma outra atitude que é muito comum de ser vista também é a de votar naquilo que será melhor pela maioria. Isso também é uma postura infrutífera. A democracia segue o mesmo princípio de um algoritmo ganancioso, em que cada pessoa deve tomar aquela que é a melhor decisão para ela, e a democracia espera que o que a maioria quer é o melhor para todos. Ou seja, quando você for votar, pense primeiro no que você quer. Defenda seus interesses, porque ninguém vai fazer isso no seu lugar. E mais, se você for votar com a mentalidade “estou votando pela maioria”, também irá esperar pela manifestação da maioria quando o candidato eleito começar a fazer porcarias; “Eu votei com a maioria, então vou esperar para ir junto com a maioria para defender os meus direitos”. E assim surge a estagnação.

Mas será que o que a maioria quer é melhor para todos?

Don't hate

Quando duas pessoas concordam em tudo, uma delas é desnecessária

Não. Algoritmos gananciosos são aplicáveis a problemas que sigam uma estrutura chamada matróide. Não fiz nenhum estudo com rigor científico, mas não é difícil concordar que uma sociedade não homogênea como a nossa não possua a estrutura de um matróide. Ela pode sim ter a propriedade da hereditariedade, mas dificilmente teria a propriedade da troca. Imagine os vários conjuntos independentes de pessoas com mesmas ideias, por exemplo, o conjunto dos gregos e o conjunto dos troianos. Será que poderíamos tirar um membro de um grupo e colocar no outro e ainda garantir que os dois conjuntos sejam independentes?

Também não estou falando que a democracia é ruim. O fato é que em qualquer modo de governo sempre haverão alguns mais satisfeitos do que os outros. A democracia tem a vantagem de propor que pelo menos a maioria fique satisfeita, mas ela também supõe que a sociedade é um conjunto estocástico “bem comportado”, ou seja, com poucos outliers: quase todos os que participam da escolha são capazes de fazer boas escolhas, mesmo sendo estas diferentes entre si. Logo, as escolhas “ruins” não passariam no processo de seleção natural. Mas o que estou vendo recentemente é que isso não é mais tão verdade assim. Temos muito mais gado sendo adestrado por formadores de opinião que não pensam no bem da nação do que gostaríamos de admitir.

Categorias:Vazios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: