Arquivo

Archive for setembro \30\UTC 2010

Formadores de Opinião

30/09/2010 2 comentários
arquiteto

Um pensamento engraçado que me ocorreu quando assisti uma palestra de um funcionário da Intel, que tinha o intrigante cargo de “Customer Experience Architect“. Arquiteto, apesar de ser a definição mais comum, não é apenas aquela pessoa que toma conta da estética de uma construção civil. No projeto de produtos, um arquiteto é o responsável pela integração das diversas partes que o compõem, atendendo o objetivo de estruturação do design global do produto. Por isso podem existir arquitetos de sistemas mecânicos, elétricos ou mesmo softwares.

Voltando ao assunto, achei intrigante a ideia de alguém responsável por determinar o que o seu cliente irá sentir ao ver, comprar e usar seu produto. Isso tudo me lembrou do conceito dos “Formadores de Opinião“, Leia mais…

Anúncios
Categorias:Vazios Tags:

[Livro] Nevasca

Nevasca-AlephTítulo: Nevasca (Snow Crash)
Autor: Neal Stephenson
Editora: Aleph

The science fiction approach doesn’t mean it’s always about the future;
It’s an awareness that this is different.

– Neal Stephenson, September 1999

Nada como um livro depois do outro. Certos livros podem te decepcionar; outros acabam não sendo tão bons quanto poderiam ser; outros podem nem ser tão ruins, mas não chegam a ter algum diferencial; e claro, existem aqueles que são uma verdadeira perda de tempo. Este aqui é diferente; este vale a pena.

Seu período histórico seria aproximadamente um futuro próximo em termos tecnológicos e políticos, mas em termos cronológicos ele seria o nosso presente, provavelmente se passando nos primeiros anos do século XXI. Em comparação com o nosso presente, a maior diferença é claramente no aspecto político: Os E.U.A. praticamente não existe mais; no seu lugar surgiu um aglomerado de uma espécie de “cidades-estado” chamadas suburbiclaves (burbclaves – suburban enclaves), junto a verdeiros estados-shoppings e grandes franquias comerciais dos mais diversos tipos. O cenário fica com um aspecto interessante quanto as estradas, terra dos Kouriers, uma versão moleque-de-skate dos nossos motoboys, que usam arpões magnéticos para pegar uma carona nos carros. Ah, também existe a super-inflação, que produziu notas de trilhões de dólares.

No aspecto tecnológico, nada muito estranho para os fãs de sci-fi. Roupas inteligentes, rodas inteligentes, bolsos inteligentes, muitas luzes e alguma gosma. Destaque para a “coisa-rato”, uma espécie de cão biônico alimentado por uma bateria nuclear radioativa que nos momentos de stand-by vive em seu próprio mundo virtual. E claro que também não poderia faltar o mundo virtual alternativo, aqui chamado de “Metaverso”, um pouco mais simples e mundano e muito menos “imersiva” que a Matrix de Gibson. Ele é um mundo virtual parecido com o nosso, onde as pessoas interagem umas com as outras através de avatares e fazem tudo que poderiam fazer no mundo real. Sim, é uma espécie de second-life, só que você o acessa por óculos 3D especiais, que dão uma certa certa imersividade ao mundo. Leia mais…

Palavra & Pensamento

Antes de fazer o review do próximo livro, eu gostaria de dissertar sobre algumas baboseiras como uma espécie de introdução, apenas para pensar um pouco.

Começando com um exemplo muito besta:
imagem

A imagem da esquerda não faz muito sentido, agora a da direita, por mais porca que esteja, é capaz de nos lembrar algo (um peixe). Se depois de algum tempo alguém quiser reproduzir para alguém o viu, mesmo que não fique igual, seria possível, pois mesmo não sendo igual o conteúdo da mensagem poderia permanecer intacto. Basta desenhar um peixe. Agora a segunda não teria muito significado, pois não temos definido o que ela é.

Agora, imagine uma tribo perdida tal que seu conhecimento sobre os números seja bastante limitado: eles só sabem contar a até 3, ou seja, eles conhecem apenas 1, 2, 3 e “muitos”, uma contagem parecida com a contagem silábica. Essa tribo conseguiria alcançar o mesmo nível de desenvolvimento que, por exemplo, nós? Leia mais…

Categorias:Vazios